O preço dos alimentos continua a subir

Foi publicado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo- 15 (IPCA-15) de Abril 2020. Produzido pelo Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor – SNIPC o índice mede a inflação dos preços ao consumidor com base na variação dos preços praticados nas principais regiões metropolitanasContinuar lendo “O preço dos alimentos continua a subir”

A sociologia da culinária brasileira de uma perspectiva materialista

Carlos Alberto Dória é uma das principais referências nos estudos da Culinária Brasileira, em sua perspectiva inovadora, tem contribuído em desmistificar dogmas e discursos arraigados em interpretações equivocadas sobre a alimentação e na construção de uma Sociologia da Culinária Brasileira, capaz de interpretar os sentidos da transformação material do alimento. O autor publicou livros comoContinuar lendo “A sociologia da culinária brasileira de uma perspectiva materialista”

Em busca da ordem do caos: a lógica do capital na determinação do que é bom para comer

Andrea Santos Baca, membro da RedePAC, e Gloria Idalia Baca Lobera publicaram em 2018 na Revista Geografares um artigo sobre como o capital tem operado na determinação daquilo que é bom para comer. Partindo de uma análise marxista, as autoras utilizaram os conceitos do fetichismo da mercadoria e da lógica do lucro, revelando como oContinuar lendo “Em busca da ordem do caos: a lógica do capital na determinação do que é bom para comer”

Food Porn: imagens, sentidos sociais e virtualização do prazer de comer

Antônio Hélio Junqueira, membro da RedePAC, publicou em 2019 na Revista Discursos Fotográficos, um artigo sobre o fenômeno do Food Porn, no qual investiga as relações dos impactos e sentidos sociais da midiatização do prazer do comer. O autor é Engenheiro Agrônomo e doutor em Ciências da Comunicação, ambos pela Universidade de São Paulo, temContinuar lendo “Food Porn: imagens, sentidos sociais e virtualização do prazer de comer”

A crise econômica e sanitária pode reforçar o consumo de alimentos ultraprocessados.

As transformações dos hábitos alimentares no Brasil não é algo novo e tem se intensificado desde o final do século XX. Como demonstra a Avaliação Nutricional da Disponibilidade Domiciliar de Alimentos no Brasil, realizada pelo IBGE, a partir dos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2017-2018, houve um incremento da participação dos ultraprocessados e aContinuar lendo “A crise econômica e sanitária pode reforçar o consumo de alimentos ultraprocessados.”

Manifesto da RedePAC ao Povo Brasileiro sobre a alimentação em meio ao Covid-19

Com o avanço da pandemia no Brasil, o isolamento social tem sido a forma mais eficaz para o controle da contaminação do COVID-19 e, consigo, trouxe incertezas sobre a garantia do funcionamento do sistema alimentar, na produção, no abastecimento, na comercialização e no consumo. De acordo com a pesquisa realizada com 1.142 entrevistados de 262Continuar lendo “Manifesto da RedePAC ao Povo Brasileiro sobre a alimentação em meio ao Covid-19”